quinta-feira, 26 de julho de 2012

A TERCEIRA LÂMINA - ZÉ RAMALHO




É aquela que fere,
que virá mais tranqüila
com a fome do povo,
com pedaços da vida
com a dura semente,
que se prende no fogo de toda multidão
acho bem mais do que pedras na mão
dos que vivem calados,
pendurados no tempo
esquecendo os momentos,
na fundura do poço,
na garganta do fosso,
na voz de um cantador



E virá como guerra,
a terceira mensagem,
na cabeça do homem,
aflição e coragem
afastado da terra,
ele pensa na fera,
que o começa a devorar
acho que os anos irão se passar
com aquela certeza,
que teremos no olho
novamente a idéia,
de sairmos do poço da garganta do fosso
na voz de um cantador



“É aquela que fere,
que virá mais tranqüila
com a fome do povo,
com pedaços da vida”
Se refere a mensagem angelical, pois quando esses fatos ocorrerem será quase impercebível, ou seja tranquila, mas será impactante (que chega a ferir) para o povo.
“com a dura semente,
que se prende no fogo de toda multidão
acho bem mais do que pedras na mão
dos que vivem calados”
A dura semente ele se refere a ira de Deus que trará o fogo diante da multidão (os santos e o cordeiro). “Os que vivem calados” ele refere-se á atitude de alguns q recebem a mensagem, mantendo-se calado, porém manisfetando-se de maneira á julgá-lo severamente (… bem mais do que pedras na mão).
“pendurados no tempo
esquecendo os momentos,
na fundura do poço,
na garganta do fosso,
na voz de um cantador”
Aqui ele refere as pessoas que vivem se responsabilidade, que só observam enquanto são arrastados para baixo (… na fudura do poço, na garganta do fosso…). Já a voz do cantador, eu creio q seja referente a um l´der, um pregador ou um profeta. Nese caso seria um falso profeta.
“E virá como guerra,
a terceira mensagem,
na cabeça do homem,
aflição e coragem
afastado da terra,
ele pensa na fera,
que o começa a devorar”
Aqui ele se refere ao impacto da mensagem, afligindo os homens, causando guerras que não se resumem em batalhas corporais mas espirituais e psicológicas. Mas ainda sim o encorajando a afastar-se de coisas terrenas e resistir a fera que o devora. A fera, ou a besta é o motivo das guerras e aflições e o objeto da mensagem.
“acho que os anos irão se passar
com aquela certeza,
que teremos no olho
novamente a idéia,
de sairmos do poço da garganta do fosso
na voz de um cantador”
Ele está se referindo ao tempo que se estende desde a mensagem até o momento da libertação, tão aguarda e desejada, e será feita pela voz de um cantador, agora sim o verdadeiro profeta.
Viva Zé, um grande profeta.
Comentário by Roosewelt 

Nenhum comentário:

Postar um comentário