quinta-feira, 26 de julho de 2012

O MEU AMOR - CHICO BUARQUE




O meu amor tem um jeito manso que é só seu
E que me deixa louca quando me beija a boca
A minha pele toda fica arrepiada
E me beija com calma e fundo
Até minh'alma se sentir beijada


O meu amor tem um jeito manso que é só seu
Que rouba os meus sentidos, viola os meus ouvidos
Com tantos segredos lindos e indecentes
Depois brinca comigo, ri do meu umbigo
E me crava os dentes


Eu sou sua menina, viu? E ele é o meu rapaz
Meu corpo é testemunha do bem que ele me faz
O meu amor tem um jeito manso que é só seu
De me deixar maluca quando me roça a nuca
E quase me machuca com a barba mal feita
E de pousar as coxas entre as minhas coxas
Quando ele se deita


O meu amor tem um jeito manso que é só seu
De me fazer rodeios, de me beijar os seios
Me beijar o ventre e me deixar em brasa
Desfruta do meu corpo como se o meu corpo
Fosse a sua casa


Eu sou sua menina, viu? E ele é o meu rapaz
Meu corpo é testemunha do bem que ele me faz


"A música “O Meu Amor” faz parte do musical “A Ópera do Malandro”, de autoria de Chico Buarque, que foi encenado, se não me falha a memória, no final da década de 1970, início dos anos 80, aproximadamente. A letra conta a história de duas mulheres, Lúcia e Teresinha, que disputam o amor do mesmo homem, Max. Lúcia é prostituta e Teresinha é uma menina rica. A primeira estrofe: “…e que me deixa louca quando me beija a boca…” é cantada por Teresinha; a segunda:”…que rouba os meus sentidos…”, por Lúcia, e assim sucessivamente. O refrão:”…eu sou sua menina…”, é cantada por ambas. A trilha sonora original da peça, foi gravada por Marieta Severo, como Teresinha, e Elba Ramalho, como Lúcia. Em seguida, Maria Betânia incluiu essa música em seu disco, onde interpretou Teresinha, e convidou Alcione para interpretar Lúcia. Espero ter esclarecido."
Comentário by Katia Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário